PENSANDO EM VOC TURMA DO PAGODE BAIXAR

foreclosurecleanupbusiness.info  /   PENSANDO EM VOC TURMA DO PAGODE BAIXAR
postado por Nicol

PENSANDO EM VOC TURMA DO PAGODE BAIXAR

| Outro

    Contents
  1. As músicas mais tocadas nas rádios e as letras do top 10
  2. Turma do Pagode Últimas letras 2017
  3. Pensando Em Você / É Diferente (Pot-Pourri)
  4. Turma do Pagode

Clique agora para baixar e ouvir grátis SELEÇÃO PAGODE MELHORES DO ANO Turma do Pagode - Pensando em Voce Baixar; Pensando em Você. Turma do Pagode. Estava satisfeito só em ser teu amigo. Mas o que será que aconteceu comigo? Aonde foi que eu errei? Às vezes me. Pensando Em Você - Turma do Pagode música para ouvir e letra no Kboing.

Nome: pensando em voc turma do pagode
Formato:ZIP-Arquivar
Sistemas operacionais: iOS. Android. Windows XP/7/10. MacOS.
Licença:Grátis!
Tamanho do arquivo:40.88 Megabytes


TURMA PENSANDO BAIXAR VOC EM DO PAGODE

No Conviter você mesmo cria a arte de cafeteria do seu jeito. Pare de perder tempo com essas coisas. Como dizia o sau- doso mestre Didi: "Treino é treino, jogo é jogo". Eu começava a estudar umas 7h e só parava muitas vezes após a meia-noite. BokaLoka pagode um pagode reflexões. I" começar a resolver, por exemplo, daqui a alguns dias, 1O questões de um capítulo, mais 10 de outro e mais 1O de outro antes de começar a estudar um novo capítulo, ou logo após tê-lo estudado, dependendo da ordem que tiver escolhido para fazer isso. Fazer logos para Marketing de redes sociais Venha para o Conviter, aqui em nosso site você pode criar o seu próprio logo para o seu negócio. Ki Surpresa e Taynara Martins — Limites Cada pessoa tem seu ritmo de estudo, seu conhecimento anterior, sua forma de estudar etc. No Conviter isso é possível, pois conta com uma variedade de modelos de convites online para festas de 15 anos. Qual homem que nunca chorou? Seguindo a ideia desse exemplo bem genérico, s. Cadastre-se no Conviter e venha criar a sua própria logo. Arte de rede social para Carro club Bem-vindo ao Conviter! Antigamente, a imensa maioria- dos aprovados também mereceu, óbvio, mas havia mais con- cursos, digamos, "estranhos". Criando o convite online com o tema Floresta: Qual a idade do aniversariante? Hoje em dia é assim. E montava o dito cujo em cima da madeira.

Pensando em Você. Turma do Pagode. Estava satisfeito só em ser teu amigo. Mas o que será que aconteceu comigo? Aonde foi que eu errei? Às vezes me. Pensando Em Você - Turma do Pagode música para ouvir e letra no Kboing. Aprenda a tocar a cifra de Pensando Em Você (Turma do Pagode) no Cifra Club. Porque eu só vivo pensando em você / é sem querer, você não sai da minha. Baixe Sua Musica No Link Abaixo turma do pagode 06 - Turma do Pagode - Quando ela souber. Play . Turma do Pagode - Pensando em você. Play. “Tá rolando transmissão de pensamento, você pensando em mim, eu pensando em Baixar CD Turma do Pagode - Esse é o Clima () grátis - Download.

PAGODE BAIXAR PENSANDO EM VOC TURMA DO

Alguém que somente te amou. Lembro, te olhei, me apaixonei, esqueci o que eu vivi. Me dediquei, tanto lutei pra te ter perto de mim. Eu nunca amei ninguém assim, eu sei que foi feita pra mim. Enfim achei o meu lugar, agora eu sei o que é amar. Você pode implorar, gritar e até chorar. Que eu quero me entregar pra você. Chega de juízo.

BAIXAR DO PENSANDO EM PAGODE VOC TURMA

Ter você bem perto do meu corpo é o que eu preciso. Desencana, facilita, deixa eu viver em paz. Eu pedalo e vou pra cima. Corro pro abraço. Vacilou, entrou no clima.

As músicas mais tocadas nas rádios e as letras do top 10

Tô louco pra essa fase passar e a gente se livrar dessa dor. Nós somos levados para ele e passamos a falar a sua língua, o "concursês". Só quem entende o que a gente fala é quem habita ou habitou neste planeta.

E daí vem toda a dificuldade para que familiares e amigos se relacionem com a gente em diversos momentos. Bem, e como sair deste planeta? É uma das línguas que mais se expande no mundo, e talvez cresça mais que o inglês e o mandarim.

No Brasil eu tenho certeza de que é a língua que mais cresce. E quer saber mais? Michael Jordan, maior jogador de basquete de todos os tempos, escreveu em sua autobiografia: "Parte do comprometimento significa assumir responsabilidades. Eu tive as minhas; todo mundo tem. Devo gravar as aulas? Devo fazer resumos e, caso positivo, como os elaboro? Como organizo meu estudo? Nossa vida como concurseiro é dividida em duas partes principais: antes e depois do edital.

É a unidade que responde a diversos "Como? Por isso comecei todos os capítulos usando essa palavrinha. Porém, a grande maioria dos aprovados que conheço fez diversos cursos e consideraram isso um fator muito importante em suas aprovações.

Mas qual curso fazer? Hoje também existem cursos pela internet, alguns excelentes. Isso também vale para a escolha dos professores. Cada um sabe o que fazer do seu estudo, grana, tempo etc.

Para esses, vou afirmar uma coisa: a chance de passar vai diminuir muito se continuarem fazendo isso! Preocupe-se mais com o professor e menos com o curso. Pegue indicações dos melhores professores com os colegas. É no estudo sozinho em casa que aprendemos realmente uma matéria e, consequentemente, a fixamos memorizamos durante nosso sono. O tempo para estudar em casa tem quase sempre que ser maior que o gasto em aulas. O grande problema é que muitos concurseiros passam anos e anos quase que o tempo todo nos cursinhos e estudam pouco em casa.

Primeiramente, sente mais na frente.

Turma do Pagode Últimas letras 2017

Se fosse para isso, seria melhor ficar em casa estudando e depois xerocar o caderno de um cole- ga. Você nunca vai ver um edital de concurso com os seguintes dizeres: "Caderno apresentado de forma caprichosa e com letra legível ganha um ponto na prova de títulos".

Economiza tempo e dinheiro. Aproveite para utilizar o tempo antes de começar uma aula para fazer umas revisões curtas. É muita perda de tempo. Pode até utilizar esse método para um assunto mais complicado, mas que sejam raríssimas as vezes. Quando for gravar uma aula para ouvir posteriormente, recomendo que utilize um gravador MP3, abandonando de vez os gravadores de fita cassete.

Quando o docente falar algo que você julgue interessante ouvir de novo, anote no caderno o tempo que estiver indicando no seu gravador, para buscar rapidamente depois. E quando for o dia de estudar o assunto, escute só as falas dos tempos marcados. Acredito na utilidade de ouvir gravações. Em viagens o equipamento com as gravações é essencial. Nunca viaje sem ouvir uma aula.

Conheço pessoas que foram muito bem em disciplinas dificílimas que me afirmaram que o fator principal no desempenho deles foi ter ouvido por algumas vezes o curso do professor "X" enquanto dirigia ou caminhava. Se o seu carro possuir um som que toque MP3, escute as aulas quando estiver no trânsito. No formato comum, cabe somente pouco mais de uma hora em cada CD e perde-se muito tempo gravando dezenas de discos.

Evite escutar aulas de Exatas ou de Contabilidade. É quase im- possível aprender alguma coisa sem ver as anotações. Dê preferêncja aos Direitos, Legislações, Auditoria etc.

Uma das melhores maneiras de memorizarmos e revisarmos rapi- damente os assuntos estudados é utilizando resumos, mapas mentais e flash cards. Quando voltei a estudar em , li o livro do Alex Viegas, "Manual de um Concurseiro", que me ajudou bastante, e foi a partir dele que passei a me interessar mais pelo tema.

Neste capítulo veremos detalhadamente como elaborar resumos e os diversos tipos que existem. Logo, só passe para um resumo o que tiver entendido. Dividimos este capítulo em resumos, mapas mentais e "flash cards", para um melhor entendimento. Bem, esqueça aquele tipo de resumo. Pense nisto: quando escrevemos um texto usando uma só cor, temos o quê?

Um monotom, certo? E isso lembra qual palavra? Monotonia, claro. E seu cérebro gosta de monotonia? Utilize caneta bidrocor ou '"de gel". Faça um marrom com azul, outro preto com verde, outro laranja com roxo etc.

Evite cores claras, que façam pouco contraste com o branco do papel, como a cor amarela. Ao escrevermos "SDC" em vermelho de maneira bem destacada no nosso resumo, evitamos cair nessas pegadinhas.

Exemplo: se for seu quinto resumo de Direito Constitucional, anote um "DC5" em uma das pontas. Nosso estudo fica muito mais demorado fazendo dessa forma. Mas certamente muitas coisas ficam bem melhores se estiverem explicadas em algum resumo. Quando você faz um resumo colorido, o verso fica todo borrado.

Apesar de os resumos neste livro estarem em preto e branco, lembre-se da dica de sempre usar a maior variedade de cores possível. Tentarei no futuro inserir outros exemplos no site, todos devidamente comentados. O ICMS é o primeiro imposto em ordem alfabética, logo, pensaremos na primeira coluna.

Faça o download também: SCPH1001-USA BAIXAR

O IPVA é o segundo imposto em ordem alfabética, logo, pensaremos na coluna do meio. E quais seriam as pegadinhas da banca para respondê-las depois de termos visto o resumo?

E como responderíamos às duas pegadinhas? Duvido muito. A seguir, resumimos o mesmo assunto utilizando as chaves. Esse tipo de resumo é chamado de "chaves dicotômicas". No trabalho estou sempre elaborando alguns sobre os diferentes tipos de tarefas que temos que realizar e os repasso para os colegas.

Usei abreviaturas e siglas, como sempre. No início, para quem nunca fez um fluxograma, pode parecer com- plicado. Existe também o Organograma. Tenho o maior respeito por alguns colegas que indicam o uso dos MMs massivamente. Ramos curvos es- timulam mais o cérebro. Os maiores especialistas em MMs indicam que sempre utilizemos imagens, em todos os ramos. A seguir, resumimos como deve ser nosso ambiente de estudo em um mapa mental, conforme aprendemos logo no primeiro capítulo deste livro.

Em tempo: "PCP" quer dizer "principal".

Resumimos a seguir o capítulo sobre como saber escolher os ma- teriais de estudo. Veja que poderíamos inserir diversas figuras em cada MM, assim como resumir mais as frases. Por enquanto, conheço estes dois: www. Assim, eu colocava o nome da conta de um lado e o grupo ao qual ela pertence do outro.

Conforme eu havia comentado no início deste capítulo, em janeiro de foi publicado um estudo muito interessante na revista Science, que comparou a eficiência de estudar por meio de resumos e mapas com a de estudar sem fazer nenhum resumo, mas resolvendo exercícios.

Em suma, ele quis encontrar qual método era mais eficiente: resumir ou resolver exercícios? Imediatamente no Brasil alguns jornais e sites exageraram ou distorceram o que o estudo mostrou, usando manchetes alarmantes tais como "A Vingança da Decoreba" ou questionando a validade dos mapas mentais.

O estudo provou que é muito melhor fazer exercícios após ter es- tudado um assunto teórico do que somente fazer resumos, sem resolver exercícios. Em poucas palavras, foi isso que ele provou. Eles testaram alunos. Todos receberam o mesmo assunto para estudar. Após o estudo da teoria, metade ficou em um grupo que re- solveu exercícios sobre o assunto e a outra metade em um grupo que fez resumos sobre ele.

O resultado foi o seguinte: três empataram as notas, 52 estudantes do grupo dos exercícios tiveram notas maiores que os do grupo dos resumos e somente cinco do grupo dos resumos tiveram notas maiores que os do grupo de exercícios.

Fizeram outras experiências e chegaram a outras conclusões também. Estudar fazendo exercícios durante sua vida de concurseiro é o principal, mas, especialmente nas. E a decoreba continua sem sua vingança. Em outras palavras, devemos saber fazer as revisões nas épocas certas e da forma correta. Ele ficou um tanto extenso, mas como considero este um dos en- sinamentos mais importantes deste livro, concentrei-me bastante em passar este conhecimento para você. E repre- sentou essa descoberta por meio da "Curva do Esquecimento", tambéin chamada por muitos de "Curva da Memória" e que chamaremos neste nosso texto de "CE", para simplificar.

Entendido como funciona o nosso esquecimento, agora temos que saber como fazer as revisões adequadas. Existem outras formas indicadas por espe- cialistas para a periodicidade das revisões, mas esta é a que considero como mais produtiva no nosso meio. Para poupar nosso tempo de estudo, acredito que as revisões mensais possam ser mais espaçadas, dependendo da dificuldade do assunto.

Nossa memória usa o espaçamento em intervalos crescentes para memorizar as informações por mais tempo. Como a estabilidade agora é maior, a recupembilidade diminui bem mais lentamente, permitindo que o intervalo entre as revisões possa ser ampliado. Pam responder a essa pergunta, basta lembrarmos do que apren- demos no final da resposta anterior. Um controle que indico é manter uma agenda só para isso. Para cada disciplina, invente uma sigla para ela. Estudado um assunto e anotado seu código, anote-o na agenda no dia seguinte, de novo após mais sete dias, ou seja, oito dias após o estudo, e depois a cada 30 dias após o estudo feito após os sete dias.

Por exemplo, se estudou "Cidadania" no dia 2 de julho, anote "DC18" no dia 3, no dia 10 e em cada dia 10 dos meses seguintes. É muito raro alguém passar em um concurso concorrido revisando e exercitando pouco.

O estudo para um concurso ''punk" se assemelha mais a uma cor- rida de maratona do que a uma de velocidade.

Considero que este capítulo é. Para o leitor que possui uma memória como a minha, saber fazer adequadamente as revisões é uma das coisas mais importantes deste livro. Caia na real de uma vez por todas: quer ganhar tempo de estudo? E sem direito a ser reprovado, porque aqui queremos evitar que diga o seu famoso "I'll be backf', pois ''I'll be baclt' droga nenhuma, quero que acabe este livro dizendo "l'll win! Que precisamos fazer exercícios imediatamente após estudarmos a teoria de um assunto, sempre que possível.

Se for este o caso, mande bala neles. Creio que. É o que chamo de ''parcelamento dos exercícios". Lembra do que estudamos anteriormente sobre fazer revisões? Eis uma ótima maneira de revisar a matéria 4e forma altamente proveitosa. Deixe-me exemplificar: suponhamos que você comece hoje a estudar um determinado livro.

Estude o que errou. Isso quem vai definir é você, a cada vez que for estudar. No exemplo apresentado você pode fazer 20 questões hoje e mais 1O em cada vez que for estudar aquela disciplina. I" começar a resolver, por exemplo, daqui a alguns dias, 1O questões de um capítulo, mais 10 de outro e mais 1O de outro antes de começar a estudar um novo capítulo, ou logo após tê-lo estudado, dependendo da ordem que tiver escolhido para fazer isso.

Muito melhor do que ver um capítulo só em cada dia. Outra dica, que também considero muito importante: marque os exercícios que considerar mais interessantes, os que chamamos de "bizus". Quando resolver exercícios das disciplinas de Exatas, treine-os com e sem o uso da calculadora. Essa prova possui 60 questões no total, com muito pouco tempo para resolver todas, tarefa considerada impossível na época, até pelo Deme e pelos professores.

E o que fazer para melhorar? Treinar, claro. E isso pode ser feito sem tomar seu tempo de estudo. Vou contar uma historinha de minha infância. Ele passava pela gente e perguntava: "43 vezes 52?

E isso virou uma brincadeira dele com seus amigos, também engenheiros como ele. Ele os desafiava a fazer contas mais rapidamente que a gente, e apostava uma cervejinha. Claro que os engenheiros riam dele e topavam a aposta. E perdiam quase sempre. E ai de nós se perdêssemos a aposta, porque bater na gente ele nunca bateu, mas teríamos muitas contas nos esperando em casa para treinarmos mais.

Aproveite que você pode se dar ao luxo de errar em casa e complique-a. Roberto Shinyashiki disse uma coisa muito interessante: "Aprenda a gostar do que os outros chamam de sofrimento".

Isto sim é sofrimento, garanto a você. Esse treino também vale para o concurseiro, pois simular o dia da prova é uma das melhores formas de aumentar suas condições de se sair bem no dia real do seu concurso. Alguns cursinhos do Rio fazem simulados de provas.

Logo, ele com certeza serve para você ir se acostumando. Mas tem que aprender como se faz isso. Se o seu concurso tem 20 questões de Português, faça uma prova passada com 20 questões, e faça assim para as demais disciplinas, que podem vir de provas de concursos diferentes, sem problemas. O ideal é que escolha só questões que nunca tenha resolvido.

Logo, você pode escolher 13 questões de Português de uma prova e outras sete de outra, para completar as tais 20 do nosso exemplo. Siga esse conselho de montar seus simulados. De preferência, façam ao mesmo tempo o teste, reservando algumas horas depois para conferirem o resultado e comen- tarem as questões. Eu me lembro de questões que caíram em provas minhas desde a adolescência, principalmente das que errei. E isso faz 26 anos! Logo, fazer simulados é muito bom para sedimentar o conhecimento em sua memória.

Vai fazê-lo memorizar muitos pontos importantes do programa, principalmente se corrigir com algum amigo depois.

Existem alguns sites de cursos e fóruns que disponibilizam simu- lados para os candidatos. Basta procurar, baixar de graça e resolver em casa. E explicarei o porquê. Por que azar?

Pensando Em Você / É Diferente (Pot-Pourri)

Como ele sempre diz, tinha se tomado um "High- -land-er" em fazer exercícios, pois nada o exterminava. E o que fazer se isso acontecer no dia da sua prova? Seja um peixe fora desse mar, seja mais resistente, mais precavido e treinado a passar por situações adversas.

Mas como podemos aprender a ler de uma forma que otimize nosso aprendizado? Veremos isso neste tópico. A leitura pode ser dividida em três tipos: leitura por prazer, leitura específica ou leitura critica. Passamos rapidamente os olhos por cima de quase tudo e quando encontramos o que queremos, lemos aquilo e fechamos o livro. A leitura critica acontece quando estamos buscando assimilar as in- formações para as utilizarmos depois.

Bem, pelo menos é assim que quase todo mundo faz. E qual o problema deste método? Eu, com todo o respeito aos colegas que acreditam nesses dois métodos, recomendo fazer algumas alterações nas fases. Eu preferi adaptar os dois métodos, porque acredito que pouquíssimos candidatos usariam um dos métodos integralmente toda vez que fossem estudar e também porque acho que este outro método funciona melhor mesmo.

Paremos de uma vez com este papo esotérico e vamos às etapas da leitura. E por que isso? Relaxar um pouco na sua cadeira antes de começar a estudar. Sempre relaxe antes de retomar seus estudos. É como sobrevoar de helicóptero uma bela pai- sagem, antes de desembarcar para conhecê-la. Que droga! Pode utilizar os dedos também.

DO PAGODE BAIXAR EM TURMA VOC PENSANDO

Deixe-me explicar melhor como se utiliza este método, pois é muito importante saber disso, confie em mim. Você precisa fazer seu cérebro gerar respostas. Você precisa formular questões e ir respondendo-as. Essa é a chamada "lembrança ativa" e, acredite, ajuda a fixar muito mais as informações no seu cérebro do que a sim- ples leitura passiva.

Quer ver um exemplo disso? Utilizando o método do "active recalf', você poderia fazer as se- guintes perguntas: 18 Qual lei regula as limitações constitucionais ao poder de tributar? Lei Complementar LC. Se você tivesse simplesmente lido o artigo sem fazer perguntas sobre ele, provavelmente deixaria passar despercebido o verbo ''regular''.

Sei que. Em suma, ganha de todas as maneiras. Quando simplesmente lê passivamente, além de memorizar bem menos, escorrega mais facilmente nas armadilhas das questões.

É para se fazer perguntas a cada frase estudada? O problema é que quase todo mundo só utiliza esta segunda etapa, infelizmente. Tem muita gente que fica preocupada com a velocidade da leitura. Quanto mais você ler, mais vai conseguir aumentar sua velocidade. Tente aumentar sua velocidade com o tempo e tenha uma ideia de quantos minutos em média leva para ler as diferentes disciplinas.

Preocupe-se em ter este dado relativo ao estudo teórico. Esse resumo a que me referi é aquele tipo que vimos no capítulo sobre como elaborar resumos, como tabelas, diagramas, mapas mentais etc.

O resumo de fazer desenhos é que é melhor deixar para outro dia ou, no mínimo, após ter acabado de estudar toda a teoria daquele assunto. Se tivesse algo que eu tinha certeza de que devia destacar, passava logo a caneta marca-texto amarela, como no caso de algumas fórmulas.

Se realmente aquelas informações depois se mostrassem as mais importantes, eu mantinha os colchetes, se fosse um trecho grande, ou sublinhava se fosse pouca coisa ou destacava as palavras-chaves em amarelo. Evite sublinhar muita coisa, preocupe-se em fazer isso com as palavras-chaves, as ideias principais do texto.

Você também pode utilizar uma caneta marca-texto vermelha, dispensando o subli- nhado e a caneta amarela. Existem canetas marca-texto de diver- sas cores: amarela, verde, azul, rosa, vermelha, laranja etc.

E para que duvidar deles? Só para termos um livro mais colorido e bonito? Siga o conselho destes doidos e marque só de amarelo as informações mais importantes. As que se saíram melhores no teste "Inmetro do Meirelles" foram a "Max. As três empataram, portanto atendem perfeitamente nossas necessidades. Um dia uma menina apareceu para mim após uma aula e mostrou seu livro de Direito cheio de marcações em amarelo, dizendo toda feliz que seguiu meu conselho de sempre marcar com caneta amarela.

Só que o livro estava muito amarelo, -ela marcou quase tudo que via pela frente. Esta fase é muito importante, nunca a pule. Quando estiver fazendo os exercícios, verifique se alguma coisa importante contida neles foi marcada no seu texto teórico. Se achar conveniente, volte ao texto e marque.

Caramba, sempre achei isso a maior perda de tempo do mun- do. O mais importante é ler o livro teórico uma vez só, de fol1lla bem feita, e depois só rever as marcações de vez em quando e fazer muitos exercícios. Imagine que você estudou um capítulo e resolveu umas 40 questões sobre o assunto. Agora suponha que aconteceu o mais comum, que é ter errado algumas questões, e que estas abordavam somente os tópicos A e B daquele capítulo, as relativas aos demais tópicos você acertou.

Você ainda se lembra de todas as dicas e orientações do capítulo sobre revisões? Prefiro começar esta parte respondendo à seguinte pergunta: "Posso desperdiçar meu tempo com algumas futilidades? Tem gente que estuda com o MSN ligado e toda hora que chega uma mensagem nova, para o estudo para ver quem é. Ficar com o celular do lado olhando as mensagens e ligações que chegam também é outro "concurcídio". E nem pense em deixar o MSN ou algum programa similar ligado por perto.

Se L o outro colega é concurseiro, vai entender, é só falar que estava estu- dando e ponto-final. Pare de perder tempo com essas coisas. Fico indignado quando vejo mulheres que trabalham o dia todo chegarem em casa e, em vez de estudarem, assistirem às novelas. Até os Cam- peonatos Italiano ou Espanhol o cara quer assistir, só pode ser piada. Deixe para ver tudo que quiser depois que passar.

Tempo de estudo a gente arruma cortando alguns minutos daqui e dali no dia a dia. Depois tire suas próprias conclusões. O que é mais importante hoje para você: assistir à TV ou estudar? Pense seriamente nisso. Outra dica interessante é tentar perder menos tempo de estudo no trânsito. Depois as pessoas vêm com aquela história de que se tivessem tido mais uma semana, teriam passado.

Caramba, tiveram horas e horas desperdiçadas com bobagens e o problema é que a prova foi uma se- mana antes do que ele achou que deveria ser para estar bem preparado e ser aprovado? E eu concordo plenamente com sua frase, pois é uma grande verdade. A recompensa pelo tempo investido estudando para concursos é muito boa. Sinceramente, eu acho muito injusto.

Pelo simples motivo de que a resposta é totalmente aleatória. Se eu perguntar aqui no meu trabalho, um vai dizer que foram quatro meses, o outro nove meses, o outro dois anos e o outro quatro anos. Suponha que um con- curseiro do Sudeste começou a estudar em janeiro de E depois qual concurso teve para fazer? De 3,5 a 4 anos.

Se quiserem fazer um concurso para 3. Hoje em dia é assim. Isso é possível?

TURMA PENSANDO PAGODE DO VOC BAIXAR EM

Sim, eram sim. Fomos milhares de aprovados em todos os concursos que gos- tam de mentir. E existe aqueles que gostam de exagerar, dizendo que estudavam 12 ou 14h por dia.

Meu recorde foram 9h45 em um dia. O Deme, nos três anos em que estudou, conseguiu uma vez estudar 13h líquidas, mas foi um dia só, e no dia seguinte travou.

Eu começava a estudar umas 7h e só parava muitas vezes após a meia-noite. E o ritmo de estudo varia muito de uma época para outra. Todo mundo estuda mais em alguns meses do que nos outros. Claro que sim. Porque foram acostumados a estudar desde o vestibular e continuaram estudando bastante durante o curso superior. O cérebro e o corpo se acostumaram a estudar. Claro que sabe, é só malliar, óbvio. Mas como posso "malliar" o cérebro, amarro um peso na cabeça e fico girando-a?

A analogia acima tem a ver com estudo? Caramba, tudo a ver. E eu acho graça, porque quem me conhece sabe que estou longe de ser um. Só que eu sempre respondo para as pessoas olharem esta minha resposta de cinco meses com muito cuidado, porque eu sempre estudei muito em minha vida. E eu era um gênio? E o que eu aprendi nesses cursos acadêmicos todos que fiz e que me ajudaram no concurso?

Praticamente nada. Só que meu cérebro sabe o que é estudar. Quando sento a uma mesa para estudar e fico assim por horas, ele se sente em casa. Tenho um colega aqui no meu cargo que "começou do zero" e em quatro meses passou entre os dez primeiros no meu concurso. E sobre ele eu tenho certeza de que é verdade, porque me procurou quando começou a estudar para pegar dicas de livros, métodos etc.

E isso é pessoal. Lembra do cara que nunca tinha malhado, que comparei com o que era ex-marombeiro? E sabe o que é legal? Pela quantidade de erros de Português. E o que isso demonstra? E eu sei isso porque sempre estudei muito Português? Também, mas garanto que é mais porque sempre li muito. Sabe qual a melhor forma de se estudar Português? Vigie o que você fala e os outros também. Quando você ouvir um colega dizer: "Fulano desobedeceu o chefe", anote e pesquise no Google: "desobedecer regência".

Quando alguém falar: "Vamos no cinema? Um dia eu estava assistindo a um jogo e o comentarista falou na TV: "Os treinadores expuseram suas defesas, desculpem-me, exporam suas defesas".

Caraca, o cara falou certo e depois "remendou" para o errado. Claro que sim, basta praticar. Igual ao malhador principiante do nosso exemplo. Resumindo, tem como recuperar o tempo perdido e alcançar conhe- cimento suficiente para passar em um bom concurso? Desperdicei meu tempo com este mané! Se quiser vencer na vida ralando menos do que isso, estudando menos que 1.

Turma do Pagode

Mostre-me um trabalhador na iniciativa privada que venceu na vida ralando menos do que 5. E pode escolher a marca, que pode ser até a de trigo mais consumida no mundo, a Erdinger, ou a Baden-Baden, a minha predileta. Estas Caramba, nossa experiência mostra que uma pessoa estudando de forma organizada por bons materiais e, se for o caso, fazendo bons cursos, com muito menos tempo que essas E sabe qual é o fator mais importante do que a capacidade inata no desenvolvimento da destreza?

Se estivermos motivados, praticare. Mantenha-se motivado nos estudos. Também me perguntam se eu estudei menos do que as tais 1. Mas eu comecei do zero? Pois é, agora concorda comigo? Quando você se aposentar. Olhe que beleza, você vai ser trocado por uma pessoa mais nova e vai ficar feliz por isso. Quanta diferença. E eu sempre tive uma certeza que gostaria que você tivesse tam- bém: passar em um bom concurso é difícil?

Claro que é. Quer que eu repita o que escrevi anteriormente? Algumas dicas considero mais essenciais que as outras e a que trata- remos neste capítulo acredito ser também uma das principais.

Mas o que eu quero dizer com "controlar o tempo de estudo"? Vamos a elas. E peço para que você, por mais que ache que pode ser perda de tempo ou muita paranoia, faça uma experiência por algumas semanas.

Anote todos os minutos que estudar, por disciplina. Quando começar a estudar a primeira disciplina do dia, marque a hora exata no papel. Quando for fazer um intervalo, anote a hora de fim e de recomeço. É uma bobagem que aprendi a corrigir lendo um livro do William Douglas e sei que quase todo estudante faz da mesma forma: esperar as "horas cheias" para estudar. Tenho certeza de que muitas pessoas ficam adiando a volta ao estudo, pensando: "Às 14h eu volto". Conte quantos minutos por dia, por semana, por mês etc.

Isso é pura bobagem. Coma devagar, relaxe e, logo que puder, volte com tudo. Se for após o almoço, e você optar por fazer uma soneca, beleza, mas após o jantar ficar esperando uma ou duas horas para voltar aos estudos é pura bobagem.

Sabe quanto tempo leva para ler seus resumos de uma determinada matéria ou reler as marcações de um livro? Ou para fazer os exercícios bizus de um livro? E saber essas coisas é importante? Sim, muito, acredite em mim. Vamos aos passos a serem seguidos. Anote os tempos de início e de fim de estudo de teoria de um determinado livro ou apostila.

E de quatro a cinco minutos se fosse de Contabilidade ou Exatas. Mas para que serve saber isso? Poderia dar-lhe algumas respostas, mas vamos por partes, como nosso velho amigo. Mas teremos tempo para estudar todos os livros realmente? Vou dar um exemplo que aconteceu comigo quando saiu o edital para o Auditor Fiscal da Receita Federal em E eu tinha esse tempo disponível? Com muita pena do dinheiro investido e principalmente por deixar de adquirir aquele conhecimento que poderia me fazer muita falta, guardei os livros na gaveta, para nem vê-los mais na minha frente.

Depois que passei, os doei novinhos para um amigo, que ficou mais feliz que pinto no lixo. Por exemplo: você vai estudar Direito Constitucional por uma hora. Bem de Nós — Agora Ki Surpresa e Taynara Martins — Limites Raça Negra Part. Juliana Bandeira — E Agora Ricardinho — Uma Chance Tentasamba — Pensa Direito Segredo Maior — Drama Serellepe — Baby Me Leva Vem k — Amor é Bom Quando é a Dois Sociedade do Samba Part.

Supremacia Part. Éder Miguel — Agora ou Nunca Mais Sem Compromisso — Nascente S2 — Recomeçar Thiaguinho — Mais e Mais